Buscar
  • Gogo Cristo Neto

O mais LINDO conto de AMOR. Ou não... Leia

Atualizado: 24 de Jul de 2020


"Era um dia ensolarado, cheio de cores e aromas no ar. Nós nos encontramos em uma rua qualquer, escolhida ao acaso. Foi amor, tenho certeza de que foi.

Trocamos olhares, meu coração batia tão rápido que parecia sorrir!!! Foi mágico!

Nos encontramos ali outras tantas vezes só que não mais ao acaso, eu marcava o horário que ele passava e acho que ele também marcava o meu. Nós nos encontrávamos e falávamos do tempo, da vizinhança e de modo inesperado, ele me beijou. Eu flutuava!!!

E continuamos nos encontrando, várias vezes até que ele me pediu em namoro. Eu chorei naquele restaurante enquanto ele, ajoelhado, gaguejava suas palavras de amor. Foi lindo.

Começamos a namorar, noivamos, casamos e tudo ia bem... Até que percebi que o carinho tinha deixado de existir, o afago, os olhares... as histórias. Aquilo doía tanto que eu escondia pra mim mesma, não queria dividir com ninguém. Fui me fechando no meu mundo, triste, e ele no dele, triste também.

Ah sim, conversamos muito sobre isso, tentamos nos encontrar no meio do caminho novamente, ao acaso mas desta vez o acaso não se fazia presente. Quando eu mais pedi, mais sofri.

Depois de pararmos de falar um com o outro, decidi chamar ele pra conversar e acabar com aquilo. Choramos tanto, os dois. O coração que um dia sorriu, hoje entristecia o mundo em nuvens cinzas, carregadas de lágrimas.

Nos separamos... e achei que era o fim, que nunca mais seria feliz.

Procurava por ele, aquele de anos atrás em todos os postes, em toda gota de orvalho que caia na madrugada. Eu já não dormia, vivia como que se precisasse sobreviver. E fui afundando... até que um dia, não sei por qual motivo, resolvi ir ao café que ia quando não tinha ninguém, quando era solteira e sentei à mesa.

Pedi aquele capuccino que há anos não tomava, cobri minhas pernas com a manta que estava na cadeira e algo incrível aconteceu: eu senti que de algum modo, tudo que fui um dia, poderia ser mas de modo diferente.

Aceitei que agora a minha felicidade voltava pra minha mão, o meu destino era meu e nenhuma outra pessoa tinha o dever e direito de carregar isso por mim. Nunca mais.

Confesso que foi a melhor bebida que tomei na vida!

É claro que ainda sentia a falta dele mas com o passar do tempo, fui me amando mais e até encontrei outras pessoas no meio do caminho, ao acaso. Fui feliz com absolutamente cada uma delas e de modos tão especiais que acho que honrei cada uma destas pessoas, as amei intensamente como se consegue, como se deve, como se quer.

Hoje eu namoro um cara especial, um pouco mais velho e que também teve suas experiências de vida. Entendemos que somos um para o outro, algo como um porto seguro, um lugar onde sempre que as asas cansarem, podemos voltar e isso dá vontade de voar junto.

Eu voltei a sorrir.


Eu prometo que se um dia cortarem suas asas, junto todas as penas e te ajudo a criar uma mais forte pra você voar ainda mais alto."



#ansiedade #angustia #divorcio #separacao #espiritualidade #espiritualista #autoconhecimento #desejos #amor #carinho #despertar #mulheresempoderadas #violencianao #abuso #violenciaverbal #felicidade #autoestima #psicoterapia #terapia #saude #inspiracao #legado #hipnose

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo